image
  • AVE $838
  • OTS 7,686

Angola Cables anuncia parceria com a Nokia

  • Jornal de Angola
  • Online
  • 11/15/2019 11:07 AM
  • Less than a minute

Angola Cables anuncia parceria com a Nokia A multinacional Angola Cables e a companhia tecnológica Nokia anunciaram quinta-feira, na Cidade do Cabo (África do Sul) uma parceria para fornecer a primeira conexão óptica directa entre África e a América do Norte. A parceria foi apresentada na AfricaCom, a maior exposição de telecomunicações do continente, realizada de terça a quinta-feira, consistindo no encaminhamento de fibra óptica entre Sangano, em Angola, e Boca Raton, em Miami (Estados Unidos), depois de o teste de aceitação final ter sido concluído com sucesso. A Angola Cables declarou num comunicado que a conexão directa dos dois sistemas de cabo por meio de uma rota expressa resulta numa latência (atraso) reduzida entre os continentes e simplifica bastante a activação dos serviços. A conexão envolve o SACS, cabo de fibra óptica desenvolvido e gerido pela Angola Cables, constituído por quatro pares de fibras entre Luanda e Fortaleza, no Brasil, tal como o sistema de cabos Monet, conectando a cidade brasileira e Boca Raton, com extensão até Santos e São Paulo, no Brasil. As latências registadas mostram um desempenho melhorado, com os encaminhamentos entre Luanda e Miami reduzidos para 123,4 milissegundo (ms), entre a Cidade do Cabo e Miami, para 162 ms, e entre Joanesburgo e Miami, para 180 ms.


image
  • AVE $838
  • OTS 7,686

Angola Cables announces partnership with Nokia

  • Jornal de Angola
  • Online
  • 11/15/2019 11:07 AM
  • Less than a minute

Angola Cables announces partnership with Nokia The multinational Angola Cables and the technology company Nokia announced Thursday in Cape Town (South Africa) a partnership to provide the first direct optical connection between Africa and North America. The partnership was unveiled at AfricaCom, the continent's largest telecommunications exhibition, held Tuesday through Thursday, consisting of fiber optic routing between Sangano in Angola and Boca Raton in Miami (United States) after the test. final acceptance has been successfully completed. Angola Cables stated in a statement that the direct connection of the two cable systems via an express route results in reduced latency (delay) between continents and greatly simplifies service activation. The connection involves the SACS, a fiber optic cable developed and managed by Angola Cables, consisting of four fiber pairs between Luanda and Fortaleza, Brazil, as well as the Monet cable system, connecting the Brazilian city and Boca Raton to Santos and Sao Paulo, in Brazil. Latencies recorded show improved performance, with routings between Luanda and Miami reduced to 123.4 milliseconds (ms), between Cape Town and Miami to 162 ms, and between Johannesburg and Miami to 180 ms.


image
  • AVE $838
  • OTS 7,686

Jornal de Angola

  • Online
  • Less than a minute

Angola Cables anuncia parceria com a Nokia

Angola Cables anuncia parceria com a Nokia A multinacional Angola Cables e a companhia tecnológica Nokia anunciaram quinta-feira, na Cidade do Cabo (África do Sul) uma parceria para fornecer a primeira conexão óptica directa entre África e a América do Norte. A parceria foi apresentada na AfricaCom, a maior exposição de telecomunicações do continente, realizada de terça a quinta-feira, consistindo no encaminhamento de fibra óptica entre Sangano, em Angola, e Boca Raton, em Miami (Estados Unidos), depois de o teste de aceitação final ter sido concluído com sucesso. A Angola Cables declarou num comunicado que a conexão directa dos dois sistemas de cabo por meio de uma rota expressa resulta numa latência (atraso) reduzida entre os continentes e simplifica bastante a activação dos serviços. A conexão envolve o SACS, cabo de fibra óptica desenvolvido e gerido pela Angola Cables, constituído por quatro pares de fibras entre Luanda e Fortaleza, no Brasil, tal como o sistema de cabos Monet, conectando a cidade brasileira e Boca Raton, com extensão até Santos e São Paulo, no Brasil. As latências registadas mostram um desempenho melhorado, com os encaminhamentos entre Luanda e Miami reduzidos para 123,4 milissegundo (ms), entre a Cidade do Cabo e Miami, para 162 ms, e entre Joanesburgo e Miami, para 180 ms.